Com que pasta que eu vou? PASTAS PENDULARES PAPÉIS SOLTOS

Nos últimos dias analisei, numa série de posts, os principais modelos de pastas suspensas. Na ocasião, destaquei como característica deste tipo de pasta a visualização frontal, com o visor localizado em alguma posição ao longo do varão, e o encaixe nas extremidades.

Com isso, torna-se inconveniente sua utilização em níveis mais elevados, haja visto que o principal mobiliário utilizado para sua guarda são os arquivos de aço, limitados a 4 gavetas. Acima desta quarta gaveta a maior parte das pessoas teria dificuldade para alcançar a identificação contida no visor.

As pastas pendulares ou laterais surgiram exatamente como alternativa a esta limitação. Nelas, o encaixe no arquivo se dá por meio de varões duplos, que funcionam como cabides, e o visor é posicionado na extremidade do suporte, permitindo fácil visualização mesmo em níveis mais elevados.

Hoje, PASTAS PENDULARES PAPÉIS SOLTOS:

 

Pasta pendular instalada no nível mais elevado de um arquivo deslizante
Pasta pendular instalada no nível mais elevado de um arquivo deslizante

O que é: Pasta para arquivamento de documentos avulsos, com visualização lateral, destinada ao armazenamento por meio de encaixe em varões suspensos.

Principais características: Formada por 3 elementos principais: varão (o suporte responsável pelo encaixe no arquivo), bolsa (componente de papel, plástico, etc, que envolve os documentos) e visor (componente destinado à identificação do conteúdo).

Melhor usar para: Documentos soltos, de arquivamento e consulta rápida. Existem modelos mais adequados para documentos que necessitem ser mantidos presos, como tratarei num post mais adiante.

Limitações de uso: É praticamente restrita aos arquivos deslizantes, que, na maioria dos fornecedores, oferecem o kit com os varões para encaixe dos suportes, sendo raros os arquivos fixos oferecidos com esta opção.

Na hora de escolher, prefira: Varões removíveis de poliestireno de alto impacto, que permitem o encaixe dos visores nas posições horizontal e vertical, visores de acrílico e etiquetas serrilhadas em diferentes cores, para facilitar a visualização. Na bolsa, os cartões mais resistentes são os marmorizados, com gramatura mínima de 300g. Há ainda o cartão neutro, destinado a documentos que requerem maiores cuidados de conservação, e que trataremos mais detalhadamente no próximo post.

Evite: Os modelos que tenham componentes metálicos no suporte, e os visores de plástico fino, que se desprendem facilmente.

No próximo post, apresentarei uma versão da pasta pendular especialmente desenvolvida para documentos que requerem mais cuidados de conservação.

Conheça outros modelos de pasta suspensa em https://loja.oorganizador.com.br/pasta-pendular-papeis-soltos-235mm-altura-cartao-timbo-350g-sem-grampo-25-un

Até lá.

Organize-se!